sábado, 3 de novembro de 2007

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Em busca de um sentido
(recebido de CPTN)

O luto nos faz perguntar pelo sentido da vida. É bom que esses pensamentos nos questionem. O ser humano precisa de uma bússola, de um mapa, de um sentido que lhe preencha a sua vida interior. Dentro de cada ser humano há uma espécie de saudade, de uma vontade de entregar-se a algo mais forte, mais sábio do que o homem. O ser humano anseia por um entrega total a Deus, pois nele, a nossa vida encontra sentido. Jesus afirma: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.” O caminho proposto por Cristo é o caminho que pode preencher a nossa vida vazia. Jesus ressuscitou e promete que quem confiar nele não morrerá, mas terá vida eterna. Confie em Jesus e viva eternamente.

Oremos: Senhor Jesus, eu quero confiar em ti como o único Caminho que pode me levar à vida eterna com o Pai no céu. Dá-me essa certeza para que eu viva tranqüilo. Amém.

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

MENSAGEM DE ESPERANÇA

Cristo venceu a morte
(recebido de CPTN)

“Você foi feito de terra e vai virar terra outra vez.” A partir do momento em que Deus disse estas palavras, o mundo passou a conhecer algo que na criação não existia: a morte. A morte era uma palavra desconhecida de Adão e Eva até o dia em que resolveram ser iguais a Deus. Desde esse dia, a morte entrou no mundo e nunca mais a abandonou. A cada dia nos aproximamos mais da morte. Apesar de tudo, há esperança mesmo diante da morte. Há possibilidade de uma nova vida para todos nós. Temos vida em Cristo, pois ele venceu a morte. Em Cristo a vida venceu a morte.

Oremos: Senhor Deus, obrigado porque, através de Cristo, tu me dás a certeza da vida eterna contigo após a morte. Abençoa a todos aqueles que estão sofrendo a dor da perda de um ente querido. Amém.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

PEQUENO HISTÓRICO DA REFORMA LUTERANA

A Igreja Cristã e a Reforma Luterana
(retirado do blog da Igreja de Pontes e Lacerda - MT)

A palavra "igreja" vem do vocábulo grego "ekkleesía", que significa uma assembléia convocada para uma finalidade especial, a princípio, política, depois, também religiosa. Assim, a IGREJA CRISTÃ é o conjunto daqueles que foram chamados por Deus e se reúnem por causa de Cristo. É, portanto, a união, a comunhão dos crentes em Cristo, daqueles que, pela fé nele, foram incorporados no reino de Deus, na família de Deus, na igreja de Deus. Deve-se distinguir entre "igreja invisível" (que é exatamente esta comunhão universal acima) e "igreja visível" (que são as organizações humanas).
O começo da igreja cristã
O início da Igreja Cristã aconteceu, quando Cristo ainda estava aqui na terra, com os seus primeiros seguidores (discípulos). Momentos antes de Cristo subir ao céu, ele deu aos seus seguidores a suprema tarefa de espalhar a sua mensagem / obra salvadora por todos os cantos da terra. Era - e ainda é - a sua vontade que todos os homens venham a crer nele, a fim de que possam receber perdão, salvação e a vida eterna. Por ocasião da ascensão de Cristo, cerca de 500 crentes estavam reunidos. Pouco tempo depois, no dia Pentecostes, cerca de 3.000 foram acrescentados à igreja (Atos 2). Em seguida, mais uns 5.000 (Atos 4). Fiéis cristãos, os discípulos de Cristo levaram a sério a ordem missionária. Tanto que, em algumas décadas, já existiam cristãos espalhados em várias regiões da África, Ásia Menor e Europa. O missionário que mais se destacou neste período foi o apóstolo Paulo.
O desenvolvimento
Sempre tendo à frente cristãos fiéis, o evangelho de Cristo foi anunciado e muitas pessoas creram em Jesus como seu salvador.Apesar de muitas perseguições e de muitos cristãos mortos pela sua fé, o cristianismo florescia em muitos lugares. Mas enquanto os anos passavam, e a Igreja crescia, também surgiram muitos problemas, normalmente motivados por cristãos falsos e interesseiros. Surgiram problemas de ordem estrutural, política e, especialmente, doutrinária. E assim, no decurso dos séculos, vários desvios doutrinários se infiltraram nos ensinamentos da Igreja, afastando-a do verdadeiro evangelho de Cristo. Cristãos piedosos e preocupados fizeram várias tentativas de levar a Igreja de volta ao ensino de Cristo. Entre eles podem ser citados Agostinho, Pedro Waldo, João Wiclif e João Huss. Mas poucos conseguiram. O erro e os interesses persistiram. E parecia que eles cresciam sempre mais.
A Reforma
A situação estava num ponto crítico, quando surgiu na história um monge alemão chamado Martinho Lutero. Preocupado em ser um cristão fiel, Lutero logo se viu diante de dois problemas básicos. O primeiro: não conseguiu sentir-se tranqüilo diante da (falsa) doutrina da salvação por boas obras. Tentou muito, mas não conseguiu sentir-se aceito diante de Deus. Até que descobriu que a Bíblia diz exatamente o contrário: O JUSTO VIVERÁ POR FÉ (Romanos 1.17). Isto é: bastava crer em Cristo para ser salvo e aceito por Deus. O segundo problema: a Igreja estava praticando um sistema mercantilista com o perdão dos pecados. Dizia que, através do pagamento de determinada quantia, os fiéis tinham suas penas diminuídas no purgatório.Este procedimento tornou-se um rendoso negócio para os ávidos bolsos do papa e dos bispos, que passaram a viver em crescente poder e luxo. Não podendo ficar calado, Lutero, a 31 de outubro de 1517, afixou na porta da igreja do castelo de Wittenberg suas 95 Teses contra os abusos da Igreja e especialmente contra a venda de indulgências. Logo o conteúdo destas Teses explodiu por todos os lados. Lutero, então, passou a participar de vários debates teológicos com autoridades civis e eclesiásticas que tentavam fazê-lo abrir mão da verdade e retratar-se de suas críticas à Igreja e ao Papa. Em 1520, Lutero foi excomungado pelo Papa e, no mesmo ano, queimou a Bula de Excomunhão em praça pública, rompendo assim com a Igreja Católica da época. Em 1530, surgiu a Confissão de Augsburgo que foi escrita por Lutero e Melanchton, seu fiel companheiro. Este documento trazia um resumo dos ensinos luteranos. Pouco a pouco, o ideal de reforma da Igreja Católica que Lutero possuía foi sendo sufocado e o Reformador viu-se obrigado, juntamente com seus seguidores, a formar um grupo separado de cristãos que queriam permanecer fiéis às verdades bíblicas do Evangelho. Surgia assim a Igreja Luterana.
Você foi aceito!
(recebido de CPTN)

O que você acha que Deus pensa sobre você? Será que ele deixaria você entrar no céu? Muitas pessoas ficam tristes e com medo de Deus. Mas temos uma boa notícia para você. Deus ama você. Ele quer estar sempre ao seu lado e ao final desta vida quer receber você de braços abertos no céu. Ele fez todo o necessário para que isto acontecesse. Ele sacrificou a vida de Jesus na cruz. Creia nisto e você será salvo!
Oremos: Obrigado, Senhor, por me aceitares. Sei que não mereço o teu amor, mas estou muito feliz e grato por tua bondade e misericórdia por mim. Em nome de Jesus. Amém.

Leia em sua Bíblia: Romanos 3.21-24

CLIQUE E VEJA AS NOVIDADES DA SBB!