sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE ESPERANÇA - HORA LUTERANA

Quarenta dias e mais

Pode-se ter a impressão de que, antes de iniciar-se o período da Quaresma, há uma “explosão” de tentações em nosso país: exposição a imagens extremamente sensuais na TV, descumprimento de leis ao volante, desrespeito ao próximo, esquecimento das injustiças sociais. Jesus, antes de iniciar seu ministério, passou por momentos intensos de tentação. Durante quarenta dias, levado ao deserto pelo Espírito Santo, foi tentado pelo Diabo. E Jesus venceu todas as tentações, e mesmo aquelas que vieram após esse episódio.

O pecado ainda nos incomoda e lembrar que Jesus fez o que não conseguimos fazer, nos dá forças para lutar contra o pecado. Se nós caímos diante das tentações, sabemos que ele passou em todos os testes e que, em nosso lugar derrotou o Diabo e a própria morte. E humildes diante dele, santo e vencedor, pedimos: “Perdoe-me”. Nós, que tantas vezes não passamos nos teste das tentações, que também continuam após o carnaval, temos em Jesus o perdão e a vida, e poder para continuar lutando com o Espírito Santo ao nosso lado. “O nosso Grande Sacerdote não é como aqueles que não são capazes de compreender as nossas fraquezas. Pelo contrário, temos um Grande Sacerdote que foi tentado do mesmo modo que nós, mas não pecou. Por isso tenhamos confiança e cheguemos perto do trono divino, onde está a graça de Deus. Ali receberemos misericórdia e encontraremos graça sempre que precisarmos de ajuda” (Hb 4.15-16).

Oração: Salvador Jesus, você venceu todas as tentações e não pecou. Por amor a mim, assumiu meus pecados e os levou até a morte na cruz. Perdoe-me e ajude-me a confiar em você cada vez mais. Amém.

 Leia em sua Bíblia Lucas 4.1-13
Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do rio Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto. Ali ele foi tentado pelo Diabo durante quarenta dias. Nesse tempo todo ele não comeu nada e depois sentiu fome. Então o Diabo lhe disse: — Se você é o Filho de Deus, mande que esta pedra vire pão. Jesus respondeu: — As Escrituras Sagradas afirmam que o ser humano não vive só de pão. Aí o Diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe num instante todos os reinos do mundo e disse: — Eu lhe darei todo este poder e toda esta riqueza, pois tudo isto me foi dado, e posso dar a quem eu quiser. Isto tudo será seu se você se ajoelhar diante de mim e me adorar. Jesus respondeu: — As Escrituras Sagradas afirmam: “Adore o Senhor, seu Deus, e sirva somente a ele.” Depois o Diabo o levou a Jerusalém e o colocou na parte mais alta do Templo e disse: — Se você é o Filho de Deus, jogue-se daqui, pois as Escrituras Sagradas afirmam: “Deus mandará que os seus anjos cuidem de você. Eles vão segurá-lo com as suas mãos, para que nem mesmo os seus pés sejam feridos nas pedras.” Então Jesus respondeu: — As Escrituras Sagradas afirmam: “Não ponha à prova o Senhor, seu Deus.” Quando o Diabo acabou de tentar Jesus de todas as maneiras, foi embora por algum tempo. (NTLH-SBB)

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

MENSAGEM DE ESPERANÇA - HORA LUTERANA



Quantos miseráveis há no Brasil? A cada ano os números mudam. Mas o que é ser um miserável? Uma renda muito baixa ou um estado de depressão? Pouca comida ou um intelecto infértil? Falta de moradia ou ausência de amor? Moisés, antevendo a entrada do povo na terra prometida, orientou os israelitas a declararem: “Então oramos, pedindo socorro ao Senhor, o Deus dos nossos antepassados. Ele nos atendeu e viu a nossa aflição, a nossa miséria e como éramos perseguidos.”

Jesus Cristo conheceu todos os tipos de miseráveis: pobres e ricos. E por eles enfrentou a miséria de ser abandonado para morrer. Ao ressuscitar, ele ofereceu a riqueza da vida. E todos os seres humanos, miseráveis, perdidos, sem esperança, são socorridos. Confie em Jesus: ele viu a nossa miséria e nos socorreu.

Oração: Querido Jesus, seu sofrimento e morte mostram o quanto você tem misericórdia de mim, miserável pecador. Obrigado por nos socorrer. Em seu nome. Amém.
 
Leia em sua Bíblia Deuteronômio 26.1-11
Moisés disse ao povo: Vocês vão tomar posse da terra que o Senhor, nosso Deus, está dando a vocês. Depois de morarem lá algum tempo, cada um deve pegar a primeira parte de todas as colheitas produzidas pela terra que o Senhor Deus lhe deu, deve colocá-la num cesto e levar para o lugar que Deus tiver escolhido para nele ser adorado. Vá falar com o sacerdote que estiver servindo naquele dia e diga: “Declaro hoje que estou morando na terra que o Senhor, nosso Deus, prometeu dar aos nossos antepassados.” Aí o sacerdote pegará o cesto e o colocará na frente do altar do Senhor, nosso Deus. Então, na presença do Senhor, você fará esta declaração: “O meu antepassado foi um arameu que não tinha lugar certo onde morar. Ele foi com a família para o Egito, e ali eles moraram como estrangeiros. Quando chegaram lá, eram poucos, mas aumentaram em número e se tornaram um povo grande e forte. Os egípcios nos maltrataram e nos obrigaram a fazer trabalhos pesados. Então oramos, pedindo socorro ao Senhor, o Deus dos nossos antepassados. Ele nos atendeu e viu a nossa aflição, a nossa miséria e como éramos perseguidos. Com a sua força e com o seu poder ele fez milagres, maravilhas e coisas espantosas, e nos tirou do Egito, e nos trouxe até esta terra que nos deu, uma terra boa e rica. E agora, ó Senhor Deus, eu te ofereço a primeira parte das colheitas da terra que me deste.”Depois, coloque a oferta diante do Senhor, nosso Deus, e ajoelhe-se na sua presença. Fique alegre por causa de todas as coisas boas que o Senhor deu a você e à sua família e faça uma festa com os levitas e com os estrangeiros que moram onde você vive. (NTLH-SBB)

CLIQUE E VEJA AS NOVIDADES DA SBB!